Missão #4

Vertus

Ativando a transformação

Nunca a frase "a jornada é tão importante quanto a chegada" fez tanto sentido. Os Ativados venceram cada etapa com comprometimento e, cheios da energia transformadora de Logus, aprenderam que: construir o futuro que se quer é uma questão de união, compartilhamento e transformação.

Agora que chegamos ao fim desse caminho podemos ficar tranquilos. A transformação começou e, felizmente, não tem volta!

 

“As equipes se ativaram. Todo o aprendizado das missões anteriores foi importante e usado para que Nulis recebesse o golpe final! Conheça os vencedores da missão 4 - Vertus e prepare-se para o fim de nulis!”

Vencedores da missão

EEEB DOM ERICO FERRARI

VER PROJETO

x

Equipe

EEEB DOM ERICO FERRARI

Título do projeto

Minha escola, tua escola, nossa escola: Trabalhando para o bem de todos

Objetivo da ação

Propor que o espaço externo da escola seja um local mais agradável e dinâmico ,utilizando materiais recicláveis com criatividade ; Criar uma área para momentos lúdicos e de relaxamento, que também sirva de abrigo aos alunos ,agregando valor à imagem da escola.

Talentos e recursos usados

Para colocar o projeto em prática,a equipe juntamente com pais,funcionários e professores , fizeram um mutirão. São vários os talentos:engenheiro,pintor,marceneiro,jardineiro,costureira.Os recursos utilizados foram da escola das parcerias estabelecidas,mas principalmente,das famílias dos alunos.

Parcerias

Empresa Rui Milbradt, material de construção e floricultura Imigrante, pais, comunidade em geral e principalmente o educandário, doando material de construção, pinceis, pilares, caixas, tintas entre outros.

O que foi mais legal?

O envolvimento geral,a animação,o querer deixar marcas,a descoberta de talentos,mobilização dos alunos,professores,pais e funcionários.

O que foi mais difícil?

No início,a equipe teve dificuldade na distribuição de tarefas,bem como na descoberta de talentos individuais no grupo, já que foi um momento de descoberta de aptidões.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Através da união da escola com as comunidades atendidas pela escola,visando o bem estar de toda a comunidade escolar para, juntas, estabelecer metas e prioridades a serem atingidas. A partir daí, todos se sentem co-responsáveis pelas melhorias e pela sua conservação. Além de contribuir para um ambiente mais acolhedor na escola, o impacto do projeto pode ser conferido no maior envolvimento de toda a comunidade escolar.

ESCOLA ESTADUAL DE EDUCACAO BASICA JOSE PLACIDO DE CASTRO

VER PROJETO

x

Equipe

ESCOLA ESTADUAL DE EDUCACAO BASICA JOSE PLACIDO DE CASTRO

Título do projeto

Mãos à obra!

Objetivo da ação

Construir um muro de contenção no parquinho da escola para evitar o desmoronamento do muro vizinho e proteger o barranco contra a erosão, utilizando pneus e terra como material.

Talentos e recursos usados

Os talentos que muito contribuíram foram os alunos filhos dos agricultores que realizam esse tipo de trabalho com frequência, um aluno que trabalha como auxiliar de pedreiro e um ex-aluno arquiteto. Não utilizamos nenhum recurso financeiro; conseguimos tudo através de parcerias.

Parcerias

Para por em pratica a tarefa, firmamos parcerias com: - Grêmio Estudantil Farroupilha - Prefeitura Municipal - Secretaria de Obras - Arquiteto Diogo Giacomolli - Comunidade Escolar

O que foi mais legal?

Duas situações se destacaram: - O envolvimento dos alunos e das pessoas fora da escola para concluir a obra, pois necessitava de muito esforço físico; - A percepção dos alunos, em especial os menores, de que é preciso proteger esse tipo de local.

O que foi mais difícil?

Como o local não dá acesso a máquinas, o trabalho foi feito todo "a braço" (escavar o local para colocar os pneus, puxar a terra com carrinho de mão para encher os pneus e socar/firmar a terra com os pés. Isso exigiu muito esforço físico).

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Podemos usar essa metodologia sempre que tiver algum problema para solucionar na escola, pois percebemos que com parcerias é mais barato, mais rápido e mais prazeroso. A comunidade escolar , princialmente alunos e professores, percebeu que quando trabalhamos juntos é possível conseguir o que buscamos.

ESC EST DE ENS MEDIO VESPASIANO CORREA

VER PROJETO

x

Equipe

ESC EST DE ENS MEDIO VESPASIANO CORREA

Título do projeto

Insistir , persistir , sonhar , idealizar ... transformar

Objetivo da ação

Organizar um espaço de convivência atrativo e interessante para que os alunos possam se reunir durante os intervalos, conversar , ouvir música, jogar, enfim , interagir uns com os outros fazendo da escola um local onde além de construir o conhecimento, se construa a formação integral do ser humano.

Talentos e recursos usados

Recursos materiais: madeira, brita, tijolos, pedras, palets, latas, tinta, lixas, terra, mudas de flores,... Recursos humanos: alunos, professores, funcionários, pais e pessoas da comunidade. Nessas pessoas descobrimos vários talentos: pintores , jardineiros , arquitetos , desenhistas,...

Parcerias

Comunidade escolar (alunos, professores, funcionários, pais, Conselho Escolar, CPM e Grêmio Estudantil) , comunidade em geral , Madeireira Mezzaroba, Britagem Muçum, Pinturas Gonçalves, CCR Pinturas, Distribuidora de Bebidas Gracioli , Sicredi , Prefeitura Municipal , Jornal Princesa das Pontes ,...

O que foi mais legal?

Ver que o trabalho da equipe fez a transformação acontecer. Nossas ideias saíram do papel e se materializaram. Cada olhar de admiração e orgulho fez com que nossa conquista fosse ainda maior.

O que foi mais difícil?

O tempo foi nosso principal adversário, corremos contra ele para poder realizar tudo o que idealizamos. Buscar recursos também foi trabalhoso, mas com muito empenho, conseguimos.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Poderíamos realizar muitas transformações como essa se todos na escola trabalhassem em prol da resolução de um mesmo problema. Muitas vezes deixamos de realizar projetos por comodismo, por medo de buscar recursos e parcerias ou por falta de motivação. Na missão Vertus - Ativando a Transformação , vimos que é possível sim lutar , insistir , persistir e nunca desistir dos nossos sonhos. Juntos somos mais fortes. Somos capazes de realizar tudo aquilo que nos propusermos.

Demais finalistas da missão

Finalista

EEEF REINALDO CHERUBINI

VER PROJETO

x

Equipe

EEEF REINALDO CHERUBINI

Título do projeto

MAIS COR PARA O NOSSO GINÁSIO!

Objetivo da ação

Unir as pessoas e somar esforços e talentos para conseguir dar vida e cor para o nosso ginásio.

Talentos e recursos usados

Alunos, professores e funcionários se empenharam e doaram tempo e talento para dar cor ao ginásio da escola.

Parcerias

Estabelecimentos comerciais das proximidades da escola doaram um espaço para deixar os cofres onde as pessoas podiam doar o troco que recebiam. Uma recicladora de lixo também colaborou e recolheu jornal e papelão recolhido.

O que foi mais legal?

Ver a disposição e a alegria com que cada um que se dispôs a ajudar no trabalho de pintura e decoração do ginásio. E ver a alegria com que nossos alunos receberam o ginásio colorido.

O que foi mais difícil?

A edição do vídeo e os detalhes finais da pintura.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Sempre que temos vontade de mudar ou melhorar algo em nossa escola ou em qualquer lugar, primeiro é preciso planejar e organizar material e recursos humanos. Depois, trabalhar com vontade e sem medir esforços para conquistar o que se quer. O que aprendemos com todas as atividades desenvolvidas é que sempre que somamos esforços , fica bem mais fácil alcançar um objetivo e realizar um sonho. Esta prática e a forma como a conduzimos pode ser aplicada sempre que algo precisar ser feito.

Finalista

ESC EST ENS FUN ADILIO DARONCHI

VER PROJETO

x

Equipe

ESC EST ENS FUN ADILIO DARONCHI

Título do projeto

Educando com as flores

Objetivo da ação

Sensibilizar a Comunidade Escolar para a diversidade das cores e a beleza das flores.O objetivo do projeto é associar o conhecimento popular e o científico no intuito de proporcionar um ambiente colorido no entorno da escola,realizando o plantio de diversas mudas de flores.

Talentos e recursos usados

Talentos:Equipe Logus. Recursos:Diversas espécies de plantas ornamentais.

Parcerias

Parcerias:parceria com a comunidade escolar-moradores do entorno da escola,que mantém um jardim com plantas de diversas espécies oriundas de diferentes localidades,e identificadas com um histórico específico para cada espécie.

O que foi mais legal?

A espontaneidade por parte da parceria e o trabalho coletivo dos ativados na construção do jardim suspenso.

O que foi mais difícil?

Construir a ideia inicial do projeto:Material e recursos.Embora com os ativados colaborando com parte dos recursos as dificuldades foram se tornando cada vez menores.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Com iniciativa da Equipe Adílio a ideia inicial do projeto já tem perspectivas para o próximo ano de se tornar um projeto permanente na escola, pois temos um amplo espaço que poderá ser todo arborizado e embelezado.Já buscamos parceria com o SENAR-RS que no início do ano letivo será nosso parceiro para a formação técnica.O objetivo é que esta iniciativa torne permanentes as ações do grupo para continuar com o trabalho e posteriormente produzir mudas para a venda no comércio local.

Finalista

ESC EST ENS MEDIO DIVINO MESTRE

VER PROJETO

x

Equipe

ESC EST ENS MEDIO DIVINO MESTRE

Título do projeto

Canteiro de Talentos

Objetivo da ação

Adaptar um antigo chafariz desativado para local de apresentações artísticas e culturais.

Talentos e recursos usados

Reunimos a equipe do Logus, direção da escola e professores para escolha do problema, em seguida, cada um foi responsável para entrar em contato com uma empresa.Marcamos a execução do projeto e após concluir a obra cada turma organizou uma apresentação para cada intervalo, até o fim do ano letivo.

Parcerias

Contamos com a Prefeitura Municipal, Consórcio Machadinho, Variani Materiais de Construção, CDL Acismax, V.A. Fraron Construções e estudantes de engenharia. Também contamos com a colaboração de pais, alunos, professores e funcionários na elaboração do projeto.

O que foi mais legal?

Clima de descontração, e a colaboração espontânea de todos envolvidos que tornou um trabalho pesado divertido.

O que foi mais difícil?

Por se tratar de um município pequeno a comunidade abraçou o projeto, colaborando imediatamente, sendo assim não encontramos dificuldades.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Incentivando para que estes momentos sejam realizados regularmente onde relação aluno, professor e família se torne uma prática constante na execução das atividades escolares.

Finalista

INST EST EDUC OLIVIA LAHM HIRT

VER PROJETO

x

Equipe

INST EST EDUC OLIVIA LAHM HIRT

Título do projeto

Revitalização do espaço escolar

Objetivo da ação

Além de melhorar a estética, tentar transformar os espaços da escola em espaços aconchegantes e que remetam à uma sensibilização de uma cultura, importantíssima para a formação do Brasil com um todo, ainda menosprezada por muitos pessoas, a cultura afrodescendente.

Talentos e recursos usados

Apenas os alunos participaram dos processos de mudança, foi decidido entre os presentes quem melhor se destacava para algumas atividades que estavam previamente estabelecidas. O único recurso que foi necessário desprender recursos financeiros foi a aquisição de spray para a pintura dos stencils.

Parcerias

As parcerias principais foram com a direção da escola, que deu total suporte aos alunos, uma vez que o projeto versava sobre mudanças na estrutura física dos espaços da escola e esta é diretamente responsável por qualquer mudança que venha a ocorrer.

O que foi mais legal?

A parceria das turmas que participaram, dispostos a realizar algo proposto e escolhido pelos próprios alunos.

O que foi mais difícil?

Escolher o que fazer, partiu-se do principio de que não haveria recursos financeiros para a realização do projeto.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Muito mais do que aprender os conteúdos propostos pelos professores é necessário que os alunos se enxerguem como membros da comunidade escolar, agentes que podem transformar as condições em que a escola opera. Eles não devem ser vistos apenas como a 'matéria prima' para o funcionamento da escola, eles precisam ser elevados a senhores do próprio saber e autônomos de suas ações. Em outras palavras os alunos devem desafiados a operar essas mudanças.

Finalista

ESC MUN ENS FUN SANTO ANTONIO DE PADUA

VER PROJETO

x

Equipe

ESC MUN ENS FUN SANTO ANTONIO DE PADUA

Título do projeto

Limpeza e pintura das salas de aula dos Anos Finais da EMEF Santo Antônio de Pádua

Objetivo da ação

* Limpar e pintar quatro salas de aulas dos Anos Finais da EMEF Santo Antônio de Pádua, a fim de valorizar quanto à conservação, valorização, limpeza e preservação do ambiente escolar.

Talentos e recursos usados

* Alunas com talento para pinturas. * Alunas com disposição para a limpeza das salas.

Parcerias

* Parceria com familiares voluntários que auxiliaram a Equipe na pintura das salas de aulas. * Assim como com a Prefeitura Municipal que custeou as tintas e os demais materiais. * Direção da Escola que intermediou o pedido de materiais.

O que foi mais legal?

* Disposição das alunas para realizar a tarefa, ou seja, a limpeza e pintura das salas. * Resultado obtido, com salas limpas e ambiente agradável.

O que foi mais difícil?

* Conseguir pais/familiares com disponibilidade de tempo para ajudar no mutirão. * Organizar cronograma para que as salas ficassem desocupadas para ser realizada a tarefa/missão.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Poderia haver anualmente esse mutirão de pintura das salas, o que acarretaria diminuição de custo de manutenção das salas de aula. Assim como manteria o ambiente escolar limpo e agradável e fortaleceria a conscientização de preservação da escola.

Finalista

ESC EST ENS MED DR JOAO CARUSO

VER PROJETO

x

Equipe

ESC EST ENS MED DR JOAO CARUSO

Título do projeto

Espaço Literário Nárnia

Objetivo da ação

Transformar um espaço desocupado da escola em um lugar agradável ao ar livre, dedicado para leituras e demais atividades lúdicas e dinâmicas, também buscamos aumentar o acervo literário de nossa escola para que os usuários da escola tivessem mais opções de leitura. Todos os materiais foram doados.

Talentos e recursos usados

Utilizamos materiais doados e em sua maioria reutilizados, tais como os pallets e pneus. Os talentos mais utilizaram foram o da comunicação ( para conseguir as doações), da criatividade e marcenaria ( construção dos bancos e pintura) e parte artística, utilizados na abertura do espaço.

Parcerias

Estabelecemos parceria com Agridoce livraria e sebo ( proporcionando desconto aos que doassem livros para a escola), Borracharia do Baixinho ( Doação de pneus), Miguel Boaventura ( vídeo divulgativo), Aurora Alimentos ( doações dos pallets), além de desconto especial no viveiro( compra das mudas)

O que foi mais legal?

Todo o processo foi divertido, mas o que merece destaque foi a alegria de ver tudo pronto, e fazer a releitura da obra Nárnia adaptando-a para o contexto Logus, ou seja, a gravação do vídeo de apresentação, que segue em link no vídeo da missão.

O que foi mais difícil?

Sem dúvida o momento mais desafiador de nossa Transformação foi a montagem dos bancos feitos de pallets. Tivemos de aprender a construí-los para não sobrecarregar os ativados com conhecimento de marcenaria.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Apoiados pela direção apresentamos o Espaço aos alunos, que já estão usufruindo do local. Há muito tempo professores sonham com esse projeto, mas não sabiam como executá-lo. Agora pronto, professores podem dar aulas num local mais dinâmico e devido ao fácil acesso todos os alunos e familiares podem frequentá-lo nas horas vagas. O projeto de arrecadações de livros terá continuidade. Projetamos mais melhorias, nosso projeto Vertus será ampliado e utilizado frequentemente pela comunidade escolar.

Finalista

EMEF FERMINO FERRONATTO

VER PROJETO

x

Equipe

EMEF FERMINO FERRONATTO

Título do projeto

A Saga: Desafios na Escola

Objetivo da ação

Mobilizar equipe logus e comunidade escolar para resolver problemas e necessidades da Escola.

Talentos e recursos usados

Planejamento e atuação em grupo para dividir e realizar as tarefas. Seleção e aplicação de conhecimentos diversos encontrados dentro e fora da Escola. Recursos Humanos:equipe logus e comunidade escolar. Materiais:materiais de construção, ferramentas para terra, mudas de plantas, área escolar.

Parcerias

Equipe Logus com: Equipe Diretiva: material de construção. Professores: com mudas e auxílio na horta. Comunidade escolar, com equipamentos emprestados para execução dos projetos.

O que foi mais legal?

O trabalho em equipe, com disposição e diversão para ajudar a Escola.

O que foi mais difícil?

Contar com o clima, já que as ações dependiam de tempo com ausência de chuva.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Com a definição de grupos e equipes que auxiliem na resolução dos desafios que surgem na Escola, e uma equipe que assuma a manutenção da horta e composteira.

Finalista

EEEM ERVAL GRANDE

VER PROJETO

x

Equipe

EEEM ERVAL GRANDE

Título do projeto

Plantando Hoje Para Colher Amanhã

Objetivo da ação

Melhorar o ambiente escolar, construindo um pomar.

Talentos e recursos usados

Os recursos usados foram: tintas, tabuas, pregos, inseticidas, adubos, mudas e ferramentas(nada teve custo para a escola, pois todos os materiais usados foram frutos de parcerias e doações). Os talentos foram conhecimento sobre as plantas, habilidades artísticas, linguagem e cooperaçao.

Parcerias

Os dois viveiros de mudas da cidade, três agropecuárias, uma fruteira, uma fabrica de moveis, professores e funcionários da escola.

O que foi mais legal?

O fato de todos poderem mostrar suas habilidades e ajudarem os outros com isso.

O que foi mais difícil?

Não tivemos dificuldades, tivemos facilidade em realizar todos os passos desta missão.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Firmando parcerias constantes, trabalhando a partir de projetos e cooperativamente.

Finalista

ESC EST NORMAL JOSE BONIFACIO

VER PROJETO

x

Equipe

ESC EST NORMAL JOSE BONIFACIO

Título do projeto

Jardim Secreto

Objetivo da ação

Modificar o espaço verde no entorno da escola possibilitando que os estudantes tenham acesso e possam fazer leituras ao ar livre.

Talentos e recursos usados

Os estudantes foram divididos em três grupos: o de arrecadação, o artístico e os jardineiros. O primeiro grupo ficou responsável por estabelecer parceiros e doações, o grupo artístico era responsável pela criação artística realizada nas paredes da escola e os jardineiros pela jardinagem.

Parcerias

Fizemos parcerias com a prefeitura municipal, com vereadores(Barbosa e Clarice) floricultura, lojas e empresa Creral que doaram(tintas, terra, mudas, bancos e bobinas).

O que foi mais legal?

A parte mais legal foi a ação que foi toda realizada no contra turno e após a aula.

O que foi mais difícil?

O mais difícil foram estabelecer as parcerias, pois vivemos num momento de crise e empresários e poder publico estão em economia total, além disso, algumas doações só serão entregues após o prazo de postagem do projeto.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Ela se tornará uma atividade permanente na medida em que nós , estudantes, percebemos que o poder de transformação está em nossas mãos basta queremos que as coisas aconteçam e agirmos organizados para atingir nossos objetivos . A metodologia que a Missão Vertus nos ensinou poderá ser utilizada para não só transformar nossa escola, mas outros ambientes e a sociedade como um todo.

Finalista

COL EST PROFESSOR MANTOVANI

VER PROJETO

x

Equipe

COL EST PROFESSOR MANTOVANI

Título do projeto

Plantar para colher no futuro

Objetivo da ação

Reduzir o desperdício de alimentos que acontecia com a sobra da merenda escolar, para a criação de uma composteira, também aproveitar o espaço ocioso que havia na escola para fazer uma horta, aonde foram plantadas mudas de ervas medicinais.

Talentos e recursos usados

Talentos = Desenho, pintura e carpintaria. Recursos = Enxada, pá, carrinho de mão, madeira, plantas, adubo, tinta, pincéis.

Parcerias

Aurora alimentos; Granja Zulian; Emater; Palácio das Tintas; Chico Finochetti.

O que foi mais legal?

Perceber o apoio dos patrocinadores e o quanto eles se engajaram para desenvolver esse projeto dentro da escola, juntamente com a dedicação de todos os ativados.

O que foi mais difícil?

Organizar momentos em todos os envolvidos nas atividades pudessem participar juntos.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Pode- se tornar permanente com a atividade que iremos desenvolver com as crianças, elas vão fazer a manutenção da horta. Além de desenvolverem o gosto por esse tipo de projeto, faz com que permaneça na escola, tornando-a mais viva.

Finalista

IEE FELIPE ROMAN ROS

VER PROJETO

x

Equipe

IEE FELIPE ROMAN ROS

Título do projeto

Dia de Transformação: Incentivando as Artes e Atividades Físicas.

Objetivo da ação

O objetivo foi motivar as pessoas que passam por problemas como falta de autoestima e autoconfiança. No dia 21 realizamos um encontro com palestras e atividades relacionadas nos primeiros períodos e atividades extras nos restantes, videogame (just dance), circuito, atividades físicas, leitura...

Talentos e recursos usados

Os alunos se dividiram em equipes, cada um representando seu talento (dança, música, escrever bons textos, agilidade...) e organizaram atividades para os alunos. Tivemos a presença da profª de dança Fabrine B., o instrutor Brian e a cantora Valentina R. que conversaram e motivaram os alunos.

Parcerias

Conseguimos parceria com o site Tripop que nos ajudou com as fotos, ervateira Sanson que nos ajudou com o chimarródromo, os pais que nos ajudaram na venda e produção dos alimentos, além dos professores que não mediram esforços para ajudar no dia do mutirão.

O que foi mais legal?

O mais legal foi saber que todos se divertiram, até mesmo os professores que nos convidaram para comparecer no turno da noite também. Foi legal produzir os alimentos distribuídos, nos unindo mais ainda por esta causa.

O que foi mais difícil?

O mais difícil foi correr atrás de tudo, mas os alunos se mobilizaram e tudo correu certo no dia, mesmo a venda superando nossas expectativas nos deixando preocupados se teria alimento suficiente para atender todos alunos da tarde.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Com a colaboração de todos e força de vontade, já que fomos todos muito elogiados por tudo que fizemos, pelas pessoas de fora que conseguimos trazer para a escola e por conseguir fazer com que todos aproveitassem todas atividades se soltando mais. Continuaremos com as atividades na escola, principalmente com o jogo de dança onde todos os alunos participaram juntos por diversão já que muitos não tinham acesso à essas atividades na comunidade fora da escola. Com certeza foi um grande aprendizado!

Finalista

EMEF CARLIN FABRIS

VER PROJETO

x

Equipe

EMEF CARLIN FABRIS

Título do projeto

Ativados em ação

Objetivo da ação

Planejar e executar atividades lúdicas aos alunos do turno da tarde, durante uma semana em comemoração ao Dia da Criança; Planejar e executar ações para confecção de presente e cartão e desta forma homenagear os professores da escola, bem como a equipe diretiva, envolvendo todos os estudantes.

Talentos e recursos usados

Estudantes com o perfil de liderança, pró-ativo, comunicativo e criativos. Materiais didáticos e pedagógicos para confecção de cartões; fantasias, produtos de beleza, materiais esportivos para a minigincana e ônibus para deslocamento dos estudantes. Material para oficina de sabonete artesanal.

Parcerias

Alunos e professora ativados do jogo A saga do conhecimento, em parceria com Grêmio Estudantil, Grupo Eternos Aprendizes, Equipe Diretiva e Coordenação Pedagógica. Empresa RGE e Casa de Repouso São José.

O que foi mais legal?

O envolvimento dos alunos do turno da manhã com os alunos e professores do turno da tarde.

O que foi mais difícil?

Ajustar o deslocamento dos estudantes no contra turno, em função da maioria dos alunos fazerem uso do transporte escolar.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Contar com o Grêmio Estudantil, Grupo Eternos Aprendizes e Representantes de turmas se percebe a possibilidade de repetir esta prática nos próximos anos.

Finalista

ESC MUN ENS FUN TIRADENTES

VER PROJETO

x

Equipe

ESC MUN ENS FUN TIRADENTES

Título do projeto

Revitalização do Parque Infantil da Escola Municipal de Ensino Fundamental Tiradentes

Objetivo da ação

Através do trabalho em equipe e envolvendo todos os segmentos da escola (pais, alunos, professores, funcionários) e juntamente com parcerias realizar a revitalização do Parque da Educação Infantil da Escola.

Talentos e recursos usados

Talentos percebidos: Liderança, criatividade, espírito de equipe, responsabilidade e mobilização. Recursos usados: pallets, pneus, tintas, pincéis, entre outros. Sendo que todos foram provenientes de doações realizadas pelos segmentos que compõem a escola e pelas parcerias constituídas.

Parcerias

Vinícola Terra Sul Vinhos Finos, Prefeitura Municipal de Flores da Cunha, Secretária de Obras e Meio Ambiente, CPM da Escola M.E.F. Tiradentes e borracharia do Borrachinha.

O que foi mais legal?

Ter traçado um objetivo e estratégias para alcançá-lo, pensando no legado que a Equipe poderia deixar para as gerações futuras que vierem a frequentar a Escola.

O que foi mais difícil?

Como o projeto foi realizado ao ar livre dependia-se muito do clima e este não foi favorável para a realização das atividades previstas no cronograma.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

A metodologia deve estar de acordo com a visão e a missão da escola e consequentemente deve constar no Projeto Político Pedagógico que norteia todas as atividades que são desenvolvidas durante o ano letivo e prevê a participação de todos os segmentos escolares. Sendo assim a aprendizagem se tornaria significativa e estaríamos preparando cidadãos conscientes e proativos na sociedade da qual fazem parte.

Finalista

COL EST ODILA GAY DA FONSECA

VER PROJETO

x

Equipe

COL EST ODILA GAY DA FONSECA

Título do projeto

SALA DE EDUCAÇÃO FÍSICA RENOVADA

Objetivo da ação

Renovar um espaço útil e importante aos alunos com a execução simples que não exigisse muitos recursos financeiros.Nossa escola não possui quadra de esportes ou ginásio.Então eles sugeriram que a sala de EF fosse melhorada.

Talentos e recursos usados

Os talentos foram sendo identificados nas conversas de como iríamos executar a missão. O projeto arquitetônico foi feito por um aluno, as tintas foram compradas com doações de verbas pelos alunos da escola, tinta doada por famílias.

Parcerias

Buscamos parcerias com os ativados, alunos da escola, famílias e comércio local. O que mais funcionou foi a parceria com os alunos e famílias.

O que foi mais legal?

Foi o envolvimento deles e a vontade de fazer logo, tanto que queriam fazer, mas não tínhamos conseguido todos os materiais. Por esta razão não conseguimos concluir até a entrega e edição do vídeo.

O que foi mais difícil?

Os recursos financeiros, mesmo que pouco, pois necessitávamos de tinta, braçadeiras para as prateleiras, isto foi o mais difícil, mas conseguimos até mais do que precisávamos.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Acreditamos que com esta experiência ficou comprovado que é possível sim melhorar os espaços da escola com poucos recursos e com muita vontade.Aprendemos que podemos muito mais do que imaginamos.E que outros espaços serão melhorados com o material que sobrou e outros que iremos buscar.Derrubar e destruir Nullis não foi fácil,mas conseguimos.Sabemos o quanto foi proveitoso participar nesta Saga do Conhecimento pela primeira vez, ganhar?Deve ser bom,mas já somos vitoriosos, aprendemos muito.

Finalista

ESC EST ENS MED FREDERICO KOPS

VER PROJETO

x

Equipe

ESC EST ENS MED FREDERICO KOPS

Título do projeto

TransformAÇÃO: Juntos somos e podemos mais!

Objetivo da ação

A ação de transformação desenvolvida na EEEM Frederico Kops tem como objetivo principal revitalizar o espaço escolar. Através da promoção de melhorias na pintura, jardins, organização de espaços e recolhimento de entulhos.

Talentos e recursos usados

Mobilizou-se a equipe para juntos verificar habilidades individuais dos membros e buscar em apoiadores os talentos necessários . Utilizamos de recursos doados por nossos parceiros e da própria escola. E voluntários, com estudantes de diferentes séries, professores, funcionários, familiares, etc...

Parcerias

Pediu-se doação de tintas, material de pintura, flores, temperos e chás ou doação de valores para executar a ação. Mais de 40 empresas e pessoas apoiaram a nossa ideia e auxiliaram realizando uma doação. Também mobilizamos e estabelecemos parcerias entre as turmas da escola,em periodo livre.

O que foi mais legal?

O mais legal de tudo foi poder ver a mobilização da escola. Criou-se um evento no facebook para convidar a comunidade escolar a auxiliar, muitos pais vieram, alunos de outras turmas e a comunidade se envolvendo em melhorar a escola.

O que foi mais difícil?

Organizar tudo até que estivesse pronto e contar com o auxílio do clima, pois não poderia chover para que acontecesse.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Através desta ação de mobilização e transformação, verificamos que as pessoas engajam-se e auxiliam. É possível anualmente ou semestralmente realizar atividades relacionadas para transformar o espaço e assim a valorização pelo mesmo é maior. A equipe diretiva da escola já programa-se para que nos próximos meses ocorra ações parecidas.

Finalista

EMEF NOVA VIENA

VER PROJETO

x

Equipe

EMEF NOVA VIENA

Título do projeto

Conexão Família x Escola

Objetivo da ação

Promover a distribuição de donativos a entidades necessitadas e incentivar ações de solidariedade, a fim de sensibilizar a comunidade escolar das necessidades atuais, através de veículos impressos e virtuais de comunicação, tal como o jornal escolar, blog da escola e bilhetes escolares.

Talentos e recursos usados

Líderes de turmas, equipe diretiva, professores e alunos engajados e responsáveis pela conscientização e distribuição dos impressos. Bilhetes para pais , impressos e conversas sobre conscientização com pessoas bastaram apar arrecadar itens de higiene, limpeza e alimentos não perecíveis.

Parcerias

Entidades que necessitam de donativos: Projeto Mamãe HBB; APECAN; Lar Tabita de Idosos. Apoiadora da Ação: EMEF Nova Viena

O que foi mais legal?

Mobilizar a comunidade escolar, separar os donativos e preparar-se para a entrega.

O que foi mais difícil?

Divulgar, solicitar donativos.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

Ampliar a busca por parcerias com empresas que pudessem divulgar, em seus estabelecimentos comerciais, a realização de uma ação solidaria, a qual arrecadaria donativos para doação a entidades carentes, e com isso estabelecer o dia de Ação de Graças em nossa comunidade, reunindo pessoas ( familiares, vizinhos e comerciantes) em um grande momento para agradecer o que conquistamos.

Finalista

EMEF DR BALTAZAR DE BEM

VER PROJETO

x

Equipe

EMEF DR BALTAZAR DE BEM

Título do projeto

ESPAÇO DO CONHECIMENTO

Objetivo da ação

PROPORCIONAR UM AMBIENTE DIFERENCIADO NO QUAL O ALUNO TENHA MAIOR INTERESSE PELA LEITURA ASSIM COMO UM AMBIENTE PARA TER AULAS MAIS DESCONTRAÍDAS EM MEIO AO AR LIVRE, PARA QUE O DESENVOLVIMENTO DA APRENDIZAGEM SEJA MAIS SIGNIFICATIVO. ASSIM COMO FOI UTILIZADA A CASINHA DA LEITURA (ACTUS FIX).

Talentos e recursos usados

CRIATIVIDADE, OBSERVAÇÃO , LIDERANÇA , FORÇA , AGILIDADE, INTELIGENCIA, PACIÊNCIA, DINAMISMO. RECURSOS USADOS: MADEIRA, PREGOS, PARAFUSOS, TINTA, PINCEIS, FURADEIRA, CHAVE DE BOCA, CADEIRA QUE JÁ ESTAVA INUTILIZADA.

Parcerias

LOJAS DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO, MADEIREIRA, AMIGOS, MÃES , ALUNOS, PROFESSORES

O que foi mais legal?

A UNIÃO, ONDE TODOS ALUNOS TRABALHARAM EM EQUIPE DEMONSTRANDO RESPONSABILIDADE PARA QUE A TAREFA FOSSE REALIZADA COM SUCESSO NO TEMPO DETERMINADO. O CONTENTAMENTO DE TODA A COMUNIDADE ESCOLAR EM TER MAIS UM AMBIENTE DE APRENDIZAGEM.

O que foi mais difícil?

CONSEGUIR PARCEIROS PARA ADQUIRIR OS MATERIAIS. O QUE REQUERIA RECURSOS FINANCEIROS.

Como esta metodologia poderia se tornar uma atividade permanente?

O TRABALHO EM EQUIPE PODE SER SEMPRE USADO EM QUALQUER ATIVIDADE ESCOLAR E EXTRA CURRICULAR, ONDE FOI DEMONSTRADO QUE MESMO COM POUCOS RECURSOS PODEMOS FAZER ALGO GRANDIOSO. E A IMPORTÂNCIA DE INTEGRAR A ESCOLA, A COMUNIDADE, E OS PAIS, ONDE TODOS JUNTOS PODEMOS FAZER MUITO MAIS.



Regulamento da missão