Converter – Inbound Marketing

Converter - Inbound Marketing

Por ser um conjunto complexo de estratégias que englobam todo o relacionamento com o cliente (inclusive o pós-vendas) e lidar com uma série de informações, o Inbound Marketing é composto em uma sequência de etapas, ou fases, que precisam ser cumpridas com sucesso para que os resultados sejam positivos e sólidos. Conheça abaixo as principais etapas do Inbound Marketing:

Etapas de uma estratégia de Inbound Marketing

Etapa 2 de Inbound Marketing – Converter

Após garantir o acesso do potencial cliente, ou seja, gerar Lead, uma empresa precisa convertê-lo em negócio. E ter um site com visitas não necessariamente significa que haverá conversões. Para isso, é preciso conduzir o cliente pelo processo de compra, mantendo o bom relacionamento e o seu interesse em todas as etapas. Existem algumas ferramentas que ajudam a despertar o engajamento e a disposição de compra do cliente, que são:

CRIAÇÃO DE OFERTAS: é possível criar ofertas de duas maneiras: direta e indiretamente. A criação de ofertas diretas consiste em campanhas diretamente voltadas para a compra ou pedidos de orçamento, como programas de vantagens e descontos, por exemplo. Já o processo de criação de ofertas indiretas é um pouco mais complexo e tem como objetivo educar o cliente para ver a sua empresa como referência em determinado assunto, a exemplo de e-books, webinars, softwares, dentre outros.

Para o desenvolvimento do Inbound Marketing, as ofertas indiretas têm um papel fundamental para ajudar no amadurecimento do relacionamento do cliente com a empresa, criando a imagem desta como uma marca sólida, confiável e relevante em sua área de atuação – muito mais do que um espaço de troca de mercadorias ou serviços. Pela criação de ofertas indiretas, é possível se posicionar no mercado e alcançar diferenciais em meio aos concorrentes.

LANDING PAGES: O Principal objetivo da landing page é criar um espaço específico e fértil para levar o cliente à conversão. Essas páginas são totalmente arquitetadas para esse fim e nela evita-se qualquer outra informação que não seja relevante para o momento de modo a focar completamente a atenção do cliente na conversão.

Essas páginas costumam possuir alguns elementos básicos, que variam de acordo aos objetivos da empresa, que são: Call-To-Actions – ou “chamada para ação”, elementos que estimulam o usuário a executar determinada ação. Normalmente são botões ou links e possuem caráter chamativo; Formulários – utilizados para obter informações dos Leads, estas importantes para abordagens futuras; Headline – “linha de cabeça”, consiste em uma forma de captar a atenção e o interesse do usuário em uma única frase; Dobra – ferramenta técnica importantíssima para a construção de landing pages, que consiste na delimitação da área visível de uma página no desktop, de modo a construir toda a estrutura da página e seus elementos em dobras. Um exemplo dessa utilização é a recomendação de que não haja mais de uma call-to-action por dobra, a fim de evitar o excesso de informações.

CRO: é um conjunto de técnicas que tem por objetivo moldar a experiência do usuário de forma que ela seja a melhor o possível para se alcançar o objetivo principal de cada página. Exemplo: da página inicial para a galeria de produtos; da galeria de produtos para o carrinho de compras; do carrinho de compras para a página de pagamento. Existem vários conceitos e testes que podem ser utilizados para garantir o CRO e a perfeita condução da experiência do cliente.

You might like

About the Author: Instalador Wordpress