Empreendedorismo, Saúde, Serviço Local

Projeto de lei defende psicólogos em empresas com mais de 100 funcionários

Saúde do trabalhador

Novo projeto de lei (PL), apresentado pela senadora Rose de Freitas (do MDB-ES) no dia 2 de maio, prevê que empresas com mais de 100 empregados devem contratar um psicólogo. O PL 642/2022, se aprovado, será incluído na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) como uma forma de preservar os empregados. 

Segundo Rose, a CLT se preocupa com a segurança e saúde física dos empregados, mas ainda é falha quando o assunto é saúde mental

Na Agência Senado, a senadora afirma que os problemas psicológicos “em última instância, podem ser raízes de problemas de saúde e de segurança, seja pelo caráter psicossomático das dificuldades pessoais, seja por desvios de atenção e problemas familiares que possam causar acidentes.”

Para Rose, a proposta tem caráter preventivo, ajudando os empregados antes que uma situação se torne um problema, podendo afetar sua produtividade e o seu bem-estar.  

Qual é a função de um psicólogo no contexto do trabalho?

Como citado pela senadora Rose de Freitas, ter um psicólogo disponível para ajudar os empregados cria um ambiente psicologicamente saudável e, consequentemente, mais produtivo. 

Não é difícil encontrar ambientes de trabalho em que os funcionários se sentem pressionados a cumprir metas e prazos, estressados, ansiosos ou até deprimidos. Por isso, é essencial cuidar tanto da saúde física quanto mental. 

O aconselhamento no ambiente de trabalho, normalmente, é pago pelo empregador e pode ser presencial ou não. Além disso, pode-se estabelecer um “tratamento de curto período”, em que o funcionário tem um número limitado de sessões ao ano com um psicólogo que, por não ser atrelado à empresa, oferece atendimento confidencial e preciso. 

Trazer um psicólogo para a empresa é sinônimo da valorização do funcionário, não só pela questão do aumento da produtividade, mas, principalmente, pelo fator humano. 

Por que cuidar da saúde mental é tão importante?

Não apenas no contexto do trabalho, cuidar da saúde mental é fundamental para o bem-estar e para a saúde física. Cuidar da mente não se resume à meditação ou sessão com um terapeuta necessariamente, mas ao ato de ter cuidado consigo, entender suas limitações e dificuldades – o que é facilitado com um psicólogo. 

De acordo com estudos de março deste ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que os casos globais de depressão e ansiedade aumentaram em 25% em decorrência da pandemia de Covid-19. 

Ou seja, todo o estresse do confinamento, do medo de perder a vida ou a de pessoas amadas, mais o período de adaptação e os novos desafios do home office ou serviço híbrido (que mescla atividades presenciais e remotas) causaram marcas que ainda afetam a população mundial. 

Agora mais do que nunca se faz necessário cuidar da saúde mental e ter atividades que tragam sensação de bem-estar, tudo em prol da saúde física e psicológica, que, consequentemente, ajuda a trabalhar e viver melhor.