Saúde

Diferença do laser fracionado Erbium e ultraformer III

Diferença do laser fracionado Erbium e ultraformer III

Os tratamentos para a pele estão se tornando cada vez melhores. Hoje, existem várias opções. Mas uma dúvida comum é qual a diferença do laser fracionado Erbium e Ultraformer III?

Para ajudar você a entender mais sobre qual a diferença do laser fracionado Erbium e Ultraformer III, eu preparei o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessado em saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!

Diferença do laser fracionado Erbium e Ultraformer III

Ultraformer III

Ultraformer III é um ultrassom focado de alta intensidade mais conhecido por sua sigla HIFU (High-intensity focused ultrasound), é um método de rejuvenescimento facial não cirúrgico aprovado pela FDA para levantar e apertar o rosto e o pescoço. 

Atualmente, é o melhor avanço contra a flacidez do rosto, mandíbula e pescoço; sem deixar cicatrizes, sem tempo de recuperação e sem alteração na expressão facial.

Ao longo dos anos, a produção diminui e a degradação do colágeno aumenta, além disso, sofre alterações que levam à frouxidão da pele. 

A exposição crônica à luz ultravioleta aumenta a degradação do colágeno, que desempenha um papel importante na estruturação da derme. Essas alterações levam a uma diminuição na espessura da pele, perda de elasticidade e, portanto, envelhecimento.

No final da sessão, o paciente, seja homem ou mulher, percebe 20% do resultado geral do tratamento. É aos 4-6 meses que o resultado total do tratamento na forma de reafirmação geral das áreas tratadas é apreciado graças ao aumento do colágeno e elastina ao nível da derme.

Uma consulta médica com o dermatologista especialista é sempre necessária, pois dará a oportunidade de avaliar suas necessidades e ajudá-lo a entender quais resultados você está procurando para que ele possa planejar o tratamento que você precisa.

 

Laser fracionado Erbium

O laser fracionário emite pequenos feixes de luz que penetram na pele até a derme na forma de centenas de colunas térmicas. 

Essas colunas são pequenas feridas microscópicas cercadas por tecido saudável, que é o tecido que contém queratinócitos, células capazes de promover uma cicatrização rápida e alta produção de colágeno.

Antes de iniciar o tratamento com o laser fracionado, uma avaliação médica é essencial para determinar se uma preparação prévia da pele com produtos tópicos específicos.

O dermatologista também determinará quais produtos cosméticos e não cosméticos podem ser usados nos dias anteriores ao tratamento e o uso de produtos esfoliantes deve ser evitado.

No dia agendado para o tratamento, não há problema em tomar banho, lavar o cabelo e o rosto como de costume, evitando apenas irritar ou esfoliar a pele do rosto ou a área a ser tratada.

A sessão de laser geralmente é realizada sob o efeito da anestesia tópica, obtida através do uso de um creme minutos antes do procedimento, mas, em certos casos, a anestesia local será aplicada, e a duração disso variará dependendo da extensão da área a ser tratada, embora geralmente esteja entre 30 e 90 minutos.

Imediatamente após o tratamento e por algumas horas, é normal sentir a pele apertada, vermelha e com coceira, como se tivesse sido exposta ao sol. 

Geralmente, também há pequenas crostas de menos de um milímetro que desaparecem após uma semana. Vermelhidão ou inflamação local geralmente aparecem na área de tratamento que desaparece rapidamente nos primeiros dias, seguida por uma aparência bronzeada da pele devido ao aparecimento de microcrostas.

 

Leia também: Quais casos são atendidos nas emergências dos hospitais?