Marketing

Qual a importância do Core Web Vitals?

Qual a importância do Core Web Vitals

Qual a importância do Core Web Vitals? | Core Web Vitals são uma nova métrica introduzida pelo Google para medir um aspecto chave de seu site: a experiência do usuário. Anteriormente, a experiência do usuário não teve impacto na forma como seu website se classifica no Google, mas isto está mudando.

Aqui estamos dando uma olhada no porquê da importância do Core Web Vitals em sua estratégia de marketing, as últimas métricas sendo introduzidas pelo Google, e como você pode trabalhar para monitorar e melhorar os sinais vitais de seu próprio website. Confira mais detalhes em nosso site.

Qual a importância do Core Web Vitals?

As métricas do Core Web Vitals que se tornaram sinais de classificação é uma mudança importante na forma como as classificações dos mecanismos de busca funcionam. Agora, a experiência do usuário desempenhará um papel tangível se seu site atingir aquele cobiçado número um. Um site mal projetado, sem foco na experiência do usuário, simplesmente não o cortará.

Ao incluir o Core Web Vitals como fatores de classificação nos mecanismos de busca, o objetivo do Google é ajudar os proprietários de websites a construir páginas com a experiência do usuário em mente – e não apenas a partir do conteúdo relacionado ao seu tópico sem pensar se não é uma experiência agradável para o usuário.

Isto não significa que você deve desconsiderar o conteúdo de seu site por qualquer meio. Como o próprio Google afirma:

“Uma boa experiência de página não se sobrepõe a ter um conteúdo excelente e relevante”. Entretanto, nos casos em que existem várias páginas com conteúdo semelhante, a experiência de página se torna muito mais importante para a visibilidade na Busca”.

A otimização da experiência da página deve ser feita de mãos dadas com a qualidade da criação, conteúdo relevante. E estes dois juntos podem lhe dar a vantagem sobre seus concorrentes.

Por exemplo, se houver duas páginas, ambas fornecendo algo semelhante em termos de conteúdo e qualidade, a página com a melhor experiência do usuário (conforme medido pelo Core Web Vitals do Google) ganhará a batalha e ficará em posição mais alta nos resultados da busca.

Portanto, agora que você entende a importância de se concentrar nos Vitais de seu site, é hora de dar uma olhada neles com mais detalhes.

Métricas do Google Core Web Vitals

Há três novos capitais principais delineados pelo Google, projetados para medir carga, interatividade e estabilidade visual.

Carregamento: Largest Contentful Paint (LCP)

Talvez o mais simples dos três sinais vitais, Largest Contentful Paint (LCP) é o tempo que leva para que o conteúdo principal de uma página seja carregado. Pode ser uma imagem, um vídeo, ou mesmo um grande bloco de texto.

Para que o Google possa avaliar seu site como bom 75% do conteúdo de seu site deve ser carregado em menos de 2,5 segundos. Entre 2,5 e 4 segundos é visto como necessitando de melhorias. Se demorar mais de 4 segundos, então a pontuação do seu LCP precisa de atenção urgente.

Interatividade: First Input Delay (FID)

A segunda métrica, First Input Delay (FID), analisa a interatividade, medindo o tempo que leva para que uma página se torne interativa. O FID mede o tempo entre um usuário clicar em seu site e quando ele é capaz de interagir com algo na página – ou seja, clicar em um link ou selecionar um item a partir de um menu suspenso.

Para uma boa pontuação FID, você deve ter como objetivo que esse tempo seja inferior a 100 milissegundos. Entre 100-300ms é motivo de preocupação, mas se ultrapassar os 300ms você precisa novamente dar um impulso a este Core Vital.

Estabilidade Visual: Cumulative Layout Shift (CLS)

Finalmente, o Cumulative Layout Shift (CLS) monitora a estabilidade do conteúdo de uma página, procurando por qualquer mudança inesperada de layout no conteúdo visual da página à medida que ela passa pela fase de carregamento.

Em termos de medição, o CLS é calculado em uma escala de 0-1, onde 0 indica nenhum deslocamento e 1 indica o máximo. Para ser considerado bom, você deve apontar para uma pontuação CLS inferior a 0,1, pois qualquer coisa acima de 0,25 precisa ser retificada.

Como melhorar seus Core Web Vitals

Se você quiser saber como seu site está se saindo em relação aos principais capitais da web do Google, a empresa forneceu algumas ferramentas úteis para ajudar você a lidar com os sinais vitais de seu site e dar-lhe um exame de saúde regular.

Estas incluem:

  • Search Console
  • Page Speed Insights
  • Lighthouse
  • Chrome DevTools
  • Chrome UX Report
  • Web Vitals Extension

Cada um deles pode ser usado para ajudar você a monitorar seus principais sinais vitais da Web de diferentes maneiras. Sugerimos um mergulho profundo em cada uma dessas ferramentas para entender melhor como elas podem ajudar você a melhorar os principais sinais vitais da Web e aumentar a classificação de seu mecanismo de busca.

Além disso, a otimização da experiência do usuário de seu website pode, às vezes, levar conhecimento avançado de codificação e desenvolvimento web. Se você não estiver familiarizado com os aspectos internos e externos da construção de seu website, é uma boa ideia considerar a contratação de um desenvolvedor experiente que será capaz de otimizar totalmente seu website e resolver quaisquer questões importantes que você possa encontrar.

Entretanto, há algumas maneiras básicas que o Google sugere para melhorar as métricas:

  • Reduza todos os tamanhos de página para menos de 500KB.
  • Limitar o número de recursos de página a 50.

E, como mencionado anteriormente, conteúdo de qualidade também desempenha um papel na manutenção de uma boa experiência do usuário e palavras-chave pesquisáveis que se encaixam naturalmente em seu conteúdo são tão essenciais como sempre.

Conclusões sobre o Core Web Vitals

Quando se trata de classificações de motores de busca, a experiência do usuário está se tornando muito mais importante. Embora o conteúdo de alta qualidade e um plano de SEO bem pensado ainda deva continuar sendo uma de suas principais prioridades, é importante que você pense cuidadosamente sobre a experiência do usuário e como você pode melhorá-la em seu próprio website.

Para mais detalhes, conheça o Curso Page Speed Academy.

Marketing para Tatuadores: 6 Dicas